quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

'Retirâncias'


(Abaporu - Tarsila do Amaral)
.
.
.
‘RETIRÂNCIAS’
(André L. Soares)
.
Correu até a porta,
parou em pé, no alpendre...
– por dentro, quase morta –,
fez do sorriso amarelado
a máscara de forte;
de profundo silêncio compôs
uma ode à saudade;
mas não pôde deter
a lágrima involuntária
que o chão seco logo absorveu.
.
Queria ser imune à dor.
Sua cabeça, porém,
já mergulhada no passado,
trouxe à tona uma vida inteira:
– momentos que tornavam insuportável
o brusco desapego.
Haveria, então, que sofrer
outra vez mais.
.
Foi assim que, atônita,...
em pé, no alpendre,
querendo parecer viva por fora
– por dentro já estando morta
ouviu se esvaírem na distância
os passos do derradeiro filho
a ir embora.
.
.
.

.
Leia também:
Alma de Poesia /Gritos Verticais /Natureza Poética /O Poema de Cada Dia /Poética Herética /Raiz de Cem /Sons de Sonetos


13 comentários:

  1. Mixed-articles

    http://mixed-articles.info
    http://license-to-rock.info
    http://tamilthrill.com

    Hi friend. I have added your link on my three of my websites... please add my three links
    ( http://license-to-rock.info , http://mixed-articles.info & http://tamilthrill.com) on your's. ..
    Thank you ..Have a nice day

    Hoping a reply from you friend :-)

    ResponderExcluir
  2. Adoro suas poesias!!
    Bom domingo!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Já passei por isso. Como vc sabe descrever tão lindamente essa dor de uma mãe?

    ResponderExcluir
  4. Sou antenada em poesia (não por acaso, trabalho como assistente editorial do poeta Ulisses Tavares, conhece?), visitei seu blog e gostei muito.

    Olha, se puder, dá um toque para seus blogueiros e amigos olharem o site que gerencio:

    www.ulissestavares.com.br

    Sempre tem poesia nova lá e os visitantes concorrem a um livro autografado toda semana.

    Sem burocracia e sem despesa alguma. Basta clicar no site, enviar um e-mail e concorrer.

    Grande beijo e continue no caminho da poesia que o mundo precisa disso

    ResponderExcluir
  5. Obrigada pela visita.

    Essa pintura da Tarsila junto a este poema ficaram sensacional.

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Muitos blogs, muitas idéias..

    ResponderExcluir
  7. tem um selo de qualidade para você la no meu blog aparece por la.
    http://dominiodesi.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Sensivelmente belo!

    Beijos e flores!

    ResponderExcluir
  9. Muito lindo, sensacional...

    Valeu.

    ResponderExcluir
  10. Belíssimo seus versos, amigo! Acho que vi poesias suas em outro blog se num me engano e comentei. Sou ator e escritor, poeta nas horas de deprê. rs

    Se puder, me visite lá, companheiro. Já estou te indicando no meu blog. Tô começando nessa e queria ajuda. Abração!

    Xandy Britto

    ResponderExcluir
  11. Linda poesia... =]
    Parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  12. e muito belo esse poema so qui e tão triste mas e muito bommmmmm!


    http://www.mundosubliminar.xpg.com.br

    ResponderExcluir
  13. Maravilhoso esse poema!

    desvenda a alma...quem sabe, mais...

    ResponderExcluir