quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Por Darfur


(Apres-Midi en Afrique - Jaques Beaumont)
.
.
.
POR DARFUR
(André L. Soares)
.
Diz que tua maldade
é só loucura,...
fruto de uma dor insuportável
que nem mesmo o
tempo curou.
.
Deixa que eu sinta
alguma culpa.
Divida comigo esses crimes,...
tu que irás beber
todo esse sangue,
derramado em nome
da ambição.
.
Mente!
Tenta iludir o orto das lágrimas!
Pois não quero crer
que seja, o homem,
o mais carniceiro
dos Leviatãs.
.
.
.

Favorite:

8 comentários:

  1. muitas vezes é conveniente chamar maldade de loucura... apesar que tudo no fundo é somente ignorância sobre as verdades da vida

    ResponderExcluir
  2. E ae Parceiro!

    Acredito que isso vá te interessar:
    Google adsense e o poder do F
    http://dicadedica.blogspot.com/2008/09/google-adsense-e-o-poder-do-f.html

    só posto aqui pq vc não tem um cbox, me passa seu email ok, abraços.

    ResponderExcluir
  3. Olá querida Rita, obrigada pela sua simpática e doce visita ao cantinho da terra do nunca.
    Gostei muito de conhecer o seu espaço! Voltarei depois para ler os seus posts com calma.
    Vim desejar-lhe um excelente fim-de-semana e depositar-lhe umas estrelinhas cintilantes, para iluminarem este seu cantinho com carinho, paz e alegria.
    Beijinhos carinhosos e abraço meiguinho.

    ResponderExcluir
  4. Lindo texto. Nos alcança na imaginação.
    Abçs,
    Ana

    ResponderExcluir
  5. André, uma coisa da qual sinto falta atualmente, mas que noto ser algo muito presente em sua poesia, é a temática social. Você a desenvolve com imensa maestria. O tema de Darfur, que no Brasil é questão pouco discutida, é algo chocante e que merecia melhor atenção das autoridades mundiais. Obrigada por trazer à tona essa triste abordagem, na forma de poema tão belo. Beijo.

    ResponderExcluir
  6. Bom eu vim aqui,pois não esqueci das lindas escritas.
    Rita como sempre está divino seus escrito.
    Como vc relata maldade e loucura são semelhantes.

    Que maldade você fez.
    Fiz pois estava louca
    e desvairada na estrada
    assombrada e na escuridão
    da alma.

    Bom deixei aqui o meu carinho e
    admiração por vc.

    Abraços Nati

    ResponderExcluir
  7. André!
    Você está em todas, heim! Vou de um blog ao outro e o que mais encontro são seus poemas. Bem escritos, inspirados e com temáticas muito fortes. Parabéns pelo seu trabalho.

    ResponderExcluir