sexta-feira, 5 de outubro de 2007

Alada


(Looking at You Terry Wilson)
.
.
.
ALADA
(André L. Soares – 18.08.05 – BsB/DF)
.
Do seu mais recôndito interior
– aos gritos –
sua alma feminina
exigia liberdade,
presa que se encontrava
aos tabus e à rotina.
Sufocada por cruel realidade,
decidiu que não mais recuaria
– um passo sequer –
em seus sonhos.
Agarrada à necessidade
de ser nova... de ser outra
– inédita até para si mesma –,
olhou as agruras do passado
como quem – no cais –
se exila do país,
chorou seus anseios,
estendeu as asas
– que já imaginava possuir –,
ganhou as alturas,
voou,...
foi ser feliz.
.
.
.

3 comentários:

  1. Voar e ser feliz é o que tento fazer a cada dia. Voar na minha imaginação e ser feliz com minha vida. Bela poesia.

    Beijos rabiscados.

    ResponderExcluir
  2. MUITO BOM SEU BLOG!
    IMAGENS, POESIA... tudo com o tom certo!

    Abraço !
    PH

    ResponderExcluir
  3. Sabe que amo esse poema?
    E penso que toda mulher ama esses versos.
    A não ser claro, aquelas que não tiveram a sorte de passear os olhos nesse poema maravilho.
    Parabéns! Essa é mais uma postagem linda.
    Também pelo bom gosto na escolha dessa tela maravilhosa.
    Beijussssssssss querido.

    ResponderExcluir